Quarta-feira, 9 de Janeiro de 2008

QUADRAS SIMPLES... PALAVRAS SÁBIAS

Antes de ir dormir - hoje estou extremamente cansado - quero partilhar convosco algumas palavras que na sua simplicidade são muito sábias...

Foram escritas por António Aleixo e compiladas no "Este livro que vos deixo"

 

Aqui ficam algumas para parar e pensar, em silencio e apenas com a imagem bela do "amarilis"

 

Enquanto o homem pensar
que vale mais que outro homem,
são como os cães a ladrar,
não deixam comer, nem comem.
 
Uma mosca sem valor  
poisa, c'o a mesma alegria,
na careca de um doutor
como em qualquer porcaria.
 
Gosto do preto no branco,   
como costumam dizer:
antes perder por ser franco
que ganhar por não ser.
 
Sei que umas quadras são conselhos  
que vos dou de boa fé;   
outras são finos espelhos
onde o leitor vê quem é.
 
São parvos, não rias deles,
deixa-os ser, que não são sós;
às vezes rimos daqueles
que valem mais do que nós
 
Há luta por mil doutrinas.
Se querem que o mundo ande,
Façam das mil pequeninas
Uma só doutrina grande.
 
Quem prende a água que corre
É por si próprio enganado;
O ribeirinho não morre,
Vai correr por outro lado.
 
Sei que pareço um ladrão...
mas há muitos que eu conheço
que, não parecendo o que são,
são aquilo que eu pareço.
 
Julgando um dever cumprir,
Sem descer no meu critério,
- Digo verdades a rir
Aos que me mentem a sério!
ppp do Paulo às 01:10
| comentários ao ppp...
|
Sexta-feira, 4 de Janeiro de 2008

TEIMOSIAS ACERTADAS

Dizem as bocas do povo que a teimosia é um defeito…

É difícil gostar de quem é, por norma, teimoso (como uma mula) mas a verdade é que temos de reconhecer que são as teimosias certas de alguns aliadas à persistência que fizeram, fazem e farão as coisas da vida acontecer.

Uma vez, duas moscas caíram num copo de leite…

A primeira mosca – forte e valente – assim que caiu, nadou apressadamente até à borda do copo… mas a superfície era muito lisa e as suas asas molhadas impediram-na de trepar… ao ver-se neste beco sem saída, a mosca forte e valente desanimou, parou de nadar e afundou-se…

A sua companheira de desgraça – mais fraquinha – no meio daquela aflição não parava de nadar na ânsia de chegar à borda do copo… tanto tempo se debateu que aos poucos, e com tanta agitação, o leite ao redor foi-se transformando e formou um pequeno nódulo de manteiga para onde a mosquita subiu com muito esforço, esperou que as asas ficassem secas e voou para fora daquela copo de aflições…

A historinha poderia terminar aqui e já era um bom momento para fazer contas à vida, mas a verdade é que uns tempos depois – por descuido ou novo acidente – a mosca fraquinha e persistente voltou a cair num copo…

Baseada no êxito da sua anterior experiência, começou a nadar confiante que a seu tempo aconteceria o mesmo e assim se salvaria. Outra mosca que tinha pousado na borda do copo, ao ver a sua companheira de espécie aflita, gritou: “Está ali uma palhinha… um canudinho; sobe por ele e já não te afogas!”

A nossa teimosa amiga, não lhe deu ouvidos e baseada no sucesso da experiência anterior, continuou a nadar e a debater-se ate que… exausta e já sem forças afundou-se no copo que estava cheio de... àgua!!!

Caríssimos:

Ao iniciar mais um ano que se anuncia dificil a todos os niveis - até as condições climatéricas ajudam - faço um especial desejo: que todos saibamos ser teimosos acertadamente, mas ao mesmo tempo saibamos dar ouvidos ás vozes de outras "moscas" que ao longo da vida nos vão aparecendo...

No meu olhar silencioso e atento tenho gravado imagens de populações insatisfeitas que  reclamam por tudo e por nada e fazem autenticas batalhas campais de escarnio e maldizer... de jovens que embriagados por uma ansia de crescer, correm tanto que nem prestam atenção ás curvas e desvios que o caminho apresenta... de pessoas com responsabilidades aos mais altos níveis que transformam a mentira e os interesses próprios em ideais e causas de interesse global... de gentes que reclamam o que nao são capazes de cumprir... de seres que não sabem amar...

Confesso-vos que ás vezes penso que não pertenço a este mundo... este crescente "deficit" de valores essenciais à condição humana, este tapar o sol com a peneira, este constante silenciar as vozes que incomodam, desagradam-me...  Como um amigo meu costuma dizer, parece-me que a natureza e o espírito estão a reagir a todas estas "más-formações" humanas como um cão reage ao sentir uma pulga: coça-se de todas as formas e meios para a sacudir"... vale a pena pensarmos no mal que fazemos não só ao planeta mas também a nós mesmos e aos outros... vale a pena parar para pensar e persistir em nadar - ainda que sem forças - para formar alguns grumos que nos sirvam de tábua de salvação... vale a pena dar ouvidos às vozes que ás vezes vindas não sabemos de onde - até da nossa própria espécie - nos dão palavras simples de mudança e salvação...

Afinal, por muito fortes que sejamos poderemos escorregar num qualquer piso deslizante...

Já dizia António Aleixo nas suas rimas de poesia que:

"Uma mosca sem valor,  poisa com a mesma alegria. Na careca de um doutor, como em qualquer porcaria"

Meus caros, desejos de um bom ano novo com algumas teimosias acertadas.

Paulo / Janeiro de 2008

quem sou...

pesquisa no ppp...

 

Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

ppp's recentes...

BOAS FESTAS... FELIZ NATA...

BENÇÃO DO PAPA FRANCISCO

PARTIU UM AMIGO DE QUATRO...

O VESTIDO VERDE

CANTO DAS JANEIRAS SOLIDÁ...

MENSAGEM DE NATAL 2012

FERRAMENTAS DE VIDA...

NOTÍCIA PUBLICADA NO JORN...

PRESENTES DE VIDA

O TEMPERO DA VIDA

FUNILICES

UM PADRE DE ENERGIA

ppp's arquivados...

Dezembro 2015

Junho 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Dezembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Maio 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

outros ppp's

o seu ppp está perto de...