Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2012

FUNILICES

No meio destas confusões todas em que todos estamos metidos, às vezes dou comigo a pensar se isto será apenas uma “obra do acaso” ou não será

deliberadamente feito e com intenção de abrir os nossos olhos e ouvidos… parece que neste bocado de terra em que estamos todos se instalou uma verdadeira confusão de línguas e linguagens em que ninguém se entende! Conta a Bíblia que um dia os homens decidiram fazer uma torre tão alta que chegasse até Deus… elegeram a cidade de Babel e começaram a construi-la mas, em determinada altura da construção, quis Deus Nosso Senhor confundir-lhes as línguas e cada um começou a falar um idioma diferente… de tal forma a confusão se instalou que os homens deixaram de se entender e a construção simplesmente, parou! Muitas vezes recordo com saudade os meus tempos de meninice em que, apesar das dificuldades e limitações a todos os níveis que existiam, as pessoas eram felizes… não tínhamos telemóvel mas tínhamos o telefone da mercearia para ligar aos avós… não tínhamos mensagens escritas mas tínhamos envelopes e papel para escrever aos que estavam longe… não tínhamos facebook mas tínhamos o recreio da escola e o adro da capela para fazer amigos… não tínhamos internet ou televisão por cabo mas tínhamos sempre tempo para ir ao teatro ou para ir ao cinema… agora que (quase) tudo está ao nosso alcance dá-me a sensação que nos falta sempre algo e, por isso mesmo, não somos felizes! Penso que estas “faltas” que sentimos não são essencialmente as de “dinheiro” pois, mais ou menos, ele continua presente neste bocado de terra embora possa estar mais de um lado do que do outro, mais bem ou menos bem aplicado! Todos reivindicam… todos dizem que está mal… todos dizem que se fazia melhor se fosse desta ou daquela maneira… todos tem a solução… mas no meio destas linguagens todas, nenhuma parece ser o remédio milagroso para a doença das crises em que estamos metidos! Até mesmo quando se ouve falar de Deus, parece que Ele está agora mais distante de nós – os seus filhos – pois, em vez do Pai bondoso e carinhoso que todos ama e que conhecemos através da catequese e da nossa vida dominical em comunidade, às vezes somos confrontados com um Deus que “castiga sem pau nem pedra”…. O que vale é que no mais íntimo do nosso coração cada um de nós sabe quem é, como é e porque é e, se parar para pensar e ouvir, descobrirá o silêncio que nos fala e nos impulsiona para cima e para a frente, no caminho da vida… a propósito de silêncios que falam, aqui há tempos descobri no youtube as palavras energéticas de um sacerdote brasileiro (Padre Chrystian Shankar) que pela sua forma de ser e estar contribuem de facto para perceber que afinal Deus continua presente nas nossas vidas, em todo o momento! Ora, penso eu de que não será assim tão catastrófica a situação em que estamos metidos, pois apesar de eu sentir também na pele todas estas infelicidades e dificuldades na vida do dia a dia julgo que uma das soluções está em usar a técnica do funil…

 

Os que são do meu tempo ainda se lembram dos filmes a preto e branco portugueses que ainda hoje nos fazem rir… lembram-se com certeza do filme “A canção de Lisboa” em que um candidato a Doutor resolve o problema de surdez de um empregado de mesa com um simples funil…. A surdez foi miraculosamente “curada” e o homem exclamava “Aguardente? Ouvi perfeitamente.” Alguns de vós já sorriem com este exemplo mas o caso é sério… o funil poderá efectivamente ter essa qualidade de cura!

 

Aqui há tempos em conversa de fim de jantar com os meus pais sobre as preocupações da vida, peguei num velho e pequeno funil de alumínio – que já resiste há mais de 30 anos com algumas mossas e que, em tempos, servia para trasfegar o azeite que vinha da aldeia em garrafão para a almotolia… hoje já quase que não é usado pois ou se consome o azeite engarrafado, ou para o trasfegar não há tempo para usar o velho funil – e observei que, se olha-se através dele pela parte colectora (a mais larga) só conseguia ver pequenas porções do horizonte… ao invés, se olha-se através dele pela parte orientadora (a mais fina) poderia observar um horizonte mais amplo. O exemplo é simples mas cada um que tire as suas próprias conclusões!

 

Caros amigos e amigas, andamos todos a reclamar e a falar linguagens diferentes… e até quando nos viramos para Deus na expectativa de ouvir a sua opinião não conseguimos reconhecer os sinais que d’Ele recebemos nem a atitude de silêncio mas de braços abertos (para nós) na cruz (da vida) que observamos do seu filho Jesus. Provavelmente andamos com o funil encostado ao ouvido do lado errado – com a parte mais larga – pois só assim se percebe a quantidade de sons e ruídos que vão entrando pela parte fina e se acumulam na parte larga junto ao ouvido, fazendo ecos ensurdecedores e confusos que não param de incomodar os nossos tímpanos. Provavelmente, se o virarmos ao contrário e o encostarmos ao ouvido pela parte mais fina (como o empregado de mesa) o mesmo se encarregara de colectar todos os sons, mas como a capacidade da canula é pequena, ao nosso tímpano só chegarão – provavelmente – os que realmente interessam, os sons que nos fazem perceber as linguagens e as línguas e que, nos farão exclamar de alegria para toda a gente: “ouvi perfeitamente”.

 

Afinal de contas não estamos em Babel… falamos diferentes idiomas e não línguas ou linguagens, mas somos todos feitos da mesma matéria orgânica e espiritual embora com gostos, opções e interesses diferentes mas estamos todos neste pedaço de chão a que chamamos terra e por mais voltas que dermos e pelo facto desta terra ser redonda, não saímos daqui pelo nosso próprio pé… alguém – um dia – nos levará! Pensem nisto e façam um (pequeno) esforço por ouvir perfeitamente… com ou sem água ardente!

 

Paulo do Monte Pedral, Fevereiro de 2012

ppp do Paulo às 17:56
| comentários ao ppp...
|
Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2012

UM PADRE DE ENERGIA

Descobri este Homem de Deus no youtube... vale a pena ouvir as suas palavras de energia!

Tem um site próprio em www.padrechystianshankar.com.br (disponível na lista de links ao lado)

ppp do Paulo às 21:50
| comentários ao ppp...
|

quem sou...

pesquisa no ppp...

 

Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

ppp's recentes...

BOAS FESTAS... FELIZ NATA...

BENÇÃO DO PAPA FRANCISCO

PARTIU UM AMIGO DE QUATRO...

O VESTIDO VERDE

CANTO DAS JANEIRAS SOLIDÁ...

MENSAGEM DE NATAL 2012

FERRAMENTAS DE VIDA...

NOTÍCIA PUBLICADA NO JORN...

PRESENTES DE VIDA

O TEMPERO DA VIDA

FUNILICES

UM PADRE DE ENERGIA

ppp's arquivados...

Dezembro 2015

Junho 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Dezembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Maio 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

outros ppp's

o seu ppp está perto de...