Domingo, 2 de Julho de 2006

PEDAÇOS DE MIM

É ao som de “too much love will kill you” que hoje escrevo este parar para pensar e apesar de não poder provar, digo-vos que algumas lágrimas – que não sei ainda se são de alegria ou de dor – escapam-se pelas bochechas da minha cara e teimam em molhar o teclado do computador, enfim!
Fico muito feliz por confirmar que as pessoas ainda sabem amar, e falo do amor genuíno e verdadeiro e não de cacas que muitas vezes nos querem fazer engolir… é que o amor genuíno e verdadeiro é apenas um nada que se transforma num tudo, se o soubermos interpretar e deixar viver como um momento que nos enche de tal forma que muitas vezes se manifesta em lágrimas ou em gestos únicos e espontâneos que nunca, nem ninguém apagará da nossa memória - um misto de dor e alegria numa chama que arde sem se vêr... talvez por isso quem ame realmente, acabe sempre por se consumir ou morrer nesse e desse amor eterno e quem não ame na verdade, se limite simplesmente a uma procura sequiosa de uma água que nunca mata a sede e que, infelizmente, vai provocando cada vez mais sede, a ponto de transformar em más as pessoas que, na sua natureza e espírito, são originalmente boas – JC lá tinha as suas razões quando disse à Samaritana que a água dela apenas matava a sede no momento, mas a água que Ele tinha (ou ensinava) era diferente… era uma água de vida eterna!
Depois deste entretanto um tanto ou quanto longo, chego ao motivo deste ppp …
Antes de mais muito obrigado a todos os que se fizeram presentes numa data que me é muito especial: o meu aniversário.
No dia anterior, ao jantar com um amigo de longe fui presenteado com uma garrafa de “Porto Ferreira” – talvez um sinal para que esta nova amizade (que já fez desbloquear alguns sentidos da minha vida) perdure no tempo e se torne como o vinho do Porto, aromática, gostosa e quanto mais velha, melhor!
Mal o relógio anunciou o início deste dia, chega uma mensagem escrita de alguém que me é muito querido e precisamente ao começar o dia, quis ser o primeiro! O dia ainda ia ter muitas surpresas… dezenas de chamadas de amigos e amigas de perto e de longe e com quem infelizmente os stresses da vida não me dão tempo de falar… dezenas de sms’s que em pouco tempo encheram a caixa do telemóvel… o dia continuou com a festinha de anos feita pelos meus colegas de trabalho que me presentearam com uma “colega saída da caixa” e uma gravata de um senhor chamado “Victor Emanuel” que eu não sei quem é!.. Fiz um desejo ao soprar as velas que não disse aos presentes, mas posso aqui revelar: que a paz, o bom senso, o companheirismo, a bondade, a compreensão e ... voltasse a reinar entre os presentes – vamos lá esperar para ver se também com a minha ajuda e, uma vez mais, com as mãos no leme este meu desejo de saber aproveitar a força dos ventos poderá ajudar a levar este barco de todos a bom porto!
Mas as surpresas boas ainda não terminaram…
Sempre a correr, para variar, vou preparar a festinha de anos para a família e para os amigos da comunidade… o telefone teimava em não parar de tocar… o enorme bolo (de 5 quilos) tinha escrito “parabéns amigos” o que fez os presentes comentarem “ não deveria de dizer “parabéns paulo?”… com cerca de cinquenta convivas e amigos, comeu-se, bebeu-se e cantou-se os parabéns a você… alguns deram prendas como forma de marcar o dia e de se fazerem presentes na minha vida… e apenas diante de todos e já no fim abri a prenda da rapaziada que este ano me quis vestido dos pés à cabeça – Obrigado malta, fica muito fixe e eu gostei…
Bem, o dia já ia longo e no meio das corridas, tempo ainda para tomar um copo rápido e depois, regresso a casa pois no dia seguinte tinha de estar preparado para amainar as velas do barco do trabalho…
Chego a casa e começo a abrir os presentes… coisas giras e boas que guardo ou utilizarei e, entre estas algumas especiais que me fizeram corar a alma e deixar soltar mais umas gotas de água salgada pelo canto dos olhos…
Um livro que muito tinha ouvido falar e muito queria ler, veio ter comigo pelas mãos de um bom amigo que ás vezes fala comigo à luz de uma vela que habitualmente arde até ao fim…. Já é o meu companheiro de cama (o livro) e digo-vos que supera os comentários que ouvi!
Bem, a saga da abertura de prendas continua e de repente surge uma caixa de bombons feitos por uma amiga e cujo recheio não eram mais do que “pedaços de mim” numa compilação de textos deste blogue - a verdade é que é já um protótipo do livro que eu ando para escrever e editar há anos!
Entre outras coisas boas que fui recebendo, eis que termino a saga das prendas com um ser vivo que vai precisar da minha atenção e do meu carinho: pelas mãos de um bom amigo recebo uma planta que, à semelhança do que tento fazer com os meus amigos, vou ter de cuidar, podar, transferir e até regar… e estar atento a ver se nenhuma “erva daninha” se vem instalar por estes lados da amizade.
Terminam as prendas mais importantes com aquela que há já alguns anos, duas criaturas que em parte também me ensinaram a amar, me deram de forma gratuita e no mais cúmplice e intimo amor: a vida que hoje tenho e que me foi dada pelos meus pais.
 
No simbolismo destes presentes reconheço a amizade que se alimenta e vive de pedaços de amor…
O vinho do porto aromatiza sempre apesar de ser velho ou novo, mas é necessário viver o momento para melhor o saborear;  
A roupa que nos veste da cabeça aos pés, serve também para nos agasalhar e torna-se bonita se assentar bem e tiver sempre cores de alegria;
O livro é uma boa companhia na cabeceira para o espírito e tal como as velas, arde até ao fim e muitas vezes até em situações de vida as palavras nos fazem arder;
Os pedaços de mim, são os bocados de vida doce ou um pouco amarga que vamos deixando para outros e que muitas vezes se revelam em gestos de amizade;
A planta é uma forma frágil do tal presente que recebi dos meus pais, e que precisa de um ou vários jardineiros ao longo da vida, para atingir a sua maturidade.
 
Caríssimos:
Talvez por todas estas coisas da vida, o amor (verdadeiro) quando é vivido em pleno, acabe por ser também uma causa de morte (mas não a primeira em Portugal pois essa é por causa do coração, mas por via de vícios menos saudáveis) … de uma morte para o ódio, para a violência e para o maldizer, mas ao mesmo tempo de vida para a vida… Afinal o essencial está escondido aos olhos e na verdade o amor não se vê: sente-se, deixa-se crescer, prova-se, decifra-se e aceita-se como algo que se vive no momento e que pode ou não perdurar para sempre.
Está nas nossas mãos e no nosso coração inteligente, deixa-lo crescer…
 
E com isto desviei-me do assunto principal que era agradecer a todos os que de uma forma ou de outra estiveram presentes neste dia importante da minha vida
Bem hajam.
se quiser ouvir a música, clique aqui > http://video.google.com/videoplay?docid=-4444684547914310291&q=to+much+love+will+kill+you
Paulo / Julho de 2006  
ppp do Paulo às 02:30
| comentários ao ppp...
|
1 comentário:
De di a 6 de Julho de 2006 às 20:55
A minha lágrima também ficou no canto do olho ...
Uma música bem escolhida ( gnd FMercure q saudade deixou !...)
Mais uma vez agradeci a ELE pela pessoas bonitas que como tu cruzam a nossa Vida dando-lhe mais cor. Obrigada !
Agora atrevo-me a dizer-te assim :
Meu Querido Lindo....
P.F. nunca deixes que as tuas lágrimas possam ser de dor, porque a ser assim é porque alguém não soube merecer não soube ler o teu coração... não são merecidas, então considera-as desperdiçio...
Deixa que caiam mas sempre por Alegria, Felicidade e Amor porque mais do que o que não te merece ... há tantos que gostam mesmoooo muitooooo de ti e te Amam cada um há sua maneira .
P.F. continua florindo sempre a tua caminhada para que possamos sempre colher essas pétalas lindas que tu nos dás!..

Xi gnd

deixe aqui o seu ppp...

quem sou...

pesquisa no ppp...

 

Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

ppp's recentes...

BOAS FESTAS... FELIZ NATA...

BENÇÃO DO PAPA FRANCISCO

PARTIU UM AMIGO DE QUATRO...

O VESTIDO VERDE

CANTO DAS JANEIRAS SOLIDÁ...

MENSAGEM DE NATAL 2012

FERRAMENTAS DE VIDA...

NOTÍCIA PUBLICADA NO JORN...

PRESENTES DE VIDA

O TEMPERO DA VIDA

FUNILICES

UM PADRE DE ENERGIA

ppp's arquivados...

Dezembro 2015

Junho 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Dezembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Maio 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

outros ppp's

o seu ppp está perto de...