Sexta-feira, 11 de Agosto de 2006

INACREDITÁVEL QUE SEJA VERDADE!

O ppp também serve para denunciar coisas no mundo... Recebi hoje este mail e quando vi o vídeo fiquei completamente chocado... Ainda não acredito que seja possível fazerem uma coisa destas a animais indefesos que são literalmente martirizados vivos só para lhes retirarem a pele. No mail vem um petição que pede para ser assinada e enviada para a Organização não Governamental Internacional PETA (People for the Ethical Treatment of Animals) www.peta.org.uk que eu ja reencaminhei para alguns de vós...

Vejam o vídeo, mas se são pessoas muito sensíveis não o vejam. É atroz e cruel demais vêr sentado e à frente do computador fazerem aquelas coisas aos animais sem reagir.... como seres humanos dotados de inteligência e de consciência (é o que dizemos) www.peta2.com/takecharge/swf/fur_farm.swf 

E ainda dizemos que somos humanos....

Paulo / Julho 2006

ppp do Paulo às 01:30
| comentários ao ppp...
|
5 comentários:
De João Filipe a 12 de Agosto de 2006 às 03:08
Sem comentários. É horrendo o que se vê, parece que é filme mas infelizmente é a realidade dos homens deste mundo. manda-me o mail por favor pois quero assinar a petição. Obrigado Paulo e já agora umas boas férias divertidas e com.... juízo
;-)
De di a 15 de Agosto de 2006 às 13:55
(((
Nos dias de hoje em que o próprio ser humano é tão cruel com o seu semelhante, capaz de se defender ( ou não !... ) falos das crianças, lutemos e exemplifiquemos cada um de nós, no nosso dia a dia, pela crueldade a todos os seres vivos que Deus criou na Terra, sejam eles Humanos, Animais ou Vegetais... usemos sempre o lema : ...não faças o que não gostavas para ti !.....
Di

E....em defesa P’los Animais....


"A compaixão pelos animais está intimamente ligada a bondade de carácter, e pode ser seguramente afirmado que quem é cruel com os animais não pode ser um bom homem."
Arthur Schopenhauer

"Como zeladores do planeta, é nossa responsabilidade lidar com todas as espécies com carinho, amor e compaixão. As crueldades que os animais sofrem pelas mãos dos homens estão além de nossa compreensão. Por favor, ajudem a parar com esta loucura."
Richard Gere

"Não permitas que ninguém negligencie o peso de sua responsabilidade. Enquanto tantos animais continuam a ser maltratados; enquanto o lamento dos animais sedentos nos vagões de carga não sejam emudecidos; enquanto prevalecer tanta brutalidade em nosso matadouros... todos seremos culpados. Tudo o que tem vida tem valor como um ser vivo, como uma manifestação do mistério da vida."
Albert Schweitzer

Perguntem aos vivissectores por que fazem experiências em animais, e a resposta é: "Porque os animais são como nós". Perguntem aos vivissectores por que é moralmente correcto fazer experiências em animais, e a resposta é: "Porque os animais não são como nós". A experimentação animal assenta numa contradição lógica.
Charles R. Magel

“Matar animais por desporto, prazer, aventura e pelas suas peles é um fenómeno que, é ao mesmo tempo cruel e repugnante. Não há justificativa na satisfação de uma brutalidade dessas."
Dalai Lama

Voluntariado ao serviço dos animais,contacto:
geral@pelosanimais.org.pt

De di a 15 de Agosto de 2006 às 15:27
Encontrei esta historinha que curiosamente abrange de certa maneira os dois temas publicados por ti :
Os Amigos e....os animais nossos fieis companheiros
Xi

Ela era uma velhinha que morava sozinha, numa grande casa. Não tinha amigos porque, ao longo dos anos, ela os vira morrer, um a um.
Seu coração era um poço de saudade e de perdas. Por isso, ela decidiu que nunca mais se ligaria afectivamente a ninguém.
E, para se lembrar que um dia tivera amigos, passara a chamar as coisas pelos nomes dos amigos que haviam morrido.
Sua cama se chamava Belinha. Era grande, sólida e confortável. Mesmo depois que ela se fosse, Belinha continuaria a existir.
A poltrona confortável da sala de visitas se chamava Frida. Haveria de durar muitos anos mais.
A casa se chamava glória. Tinha sido construída há mais de cem anos, mas não aparentava mais que vinte. Era feita de madeira muito forte, vigorosa.
E o carro, grande, espaçoso se chamava Beto. "Haveria de servir", pensava a velhinha, "para alguém, depois de sua morte".
E assim vivia a velhinha solitária.
Certo dia, quando estava lavando a lama de Beto, um cachorrinho chegou no portão. O portão não tinha nome, porque ela achava que ele logo teria que ser substituído. As dobradiças estavam enferrujadas e a madeira apodrecida.
O animalzinho parecia estar com fome e ela tirou um pedaço de presunto do frigo e o deu ao cão, mandando-o embora.
Porém, no dia seguinte, ele voltou. E no outro e no outro. Todos os dias, ele vinha, abanava o rabo e ela o alimentava, mandando-o embora.
Ela dizia que Belinha ( a cama ) não comportava um adulto e um cachorro, que Frida ( a poltrona ) não gostava que cães sentassem nela e glória ( a casa ) não tolerava pêlo de cachorro.
E Beto ( o carro ) ? Bom, esse fazia os cachorros passarem mal.
Um ano depois, o animal estava grande, bonito. E tudo continuava do mesmo forma. Até que um dia ele não apareceu.
Ela ficou sentada na escada, esperando. No dia seguinte, também. Nada.
Resolveu telefonar para o canil da cidade e perguntar se eles tinham visto um cachorro marrom. Descobriu que eles tinham dezenas de cachorros marrons.
Quando perguntaram se ele usava coleira com o nome, ela se deu conta que nunca dera um nome para ele.
Sentou-se e ficou pensando no cachorro marrom que não tinha coleira com um nome. Onde quer que estivesse, ninguém saberia que ele tinha de vir todos os dias até seu portão para que ela lhe desse de comer.
Tomou uma decisão. Dirigiu Beto até ao canil e falou para o encarregado que queria procurar o seu cachorro.
Quando ele lhe perguntou o nome do cachorro, ela se lembrou dos nomes de todos os amigos queridos aos quais havia sobrevivido.
Viu seus rostos sorridentes, lembrou-se de seus nomes e pensou em como tinha sido abençoada por ter conhecido esses amigos.
"Sou uma velha sortuda", pensou.
"O nome do meu cachorro é Sortudo", disse.
E gritou, ao ver os cães no grande quintal: "aqui, Sortudo"!
Ao som da sua voz, o cachorro marrom veio correndo. Daquele dia em diante, Sortudo morou com a velhinha.
Beto parece que gostou de transportar o cachorro. Frida não se incomodou que ele sentasse nela. Glória não ligou para os pelos do cachorro.
E todas as noites Belinha faz questão de se esticar bem para que nela possam se acomodar um cachorro marrom Sortudo...e a velhinha que lhe deu o nome.

" Amemos a quem nos rodeia. Também à natureza e os animais, recordando que tudo é obra do excelente pai que nos criou "
De a 1 de Setembro de 2006 às 20:51
ola acabei de ver o video e acho que e lamentavel que nos dias de hoje ainda se vejam coisas assim !acho que para pessoas assim devia ser aplicado o mesmo tratamento .
com muita revolta e tristeza
carla baptista
De PDivulg a 4 de Setembro de 2006 às 09:53
Infelizmente tudo se faz para sustentar "prazeres" das mentes enlouquecidas pelo dinheiro...
P.S. uma crítica (não me leves a mal) deverias usar uma fonte um pouco mais clara, pois é difícil ler este azul escuro em fundo preto...

deixe aqui o seu ppp...

quem sou...

pesquisa no ppp...

 

Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

ppp's recentes...

BOAS FESTAS... FELIZ NATA...

BENÇÃO DO PAPA FRANCISCO

PARTIU UM AMIGO DE QUATRO...

O VESTIDO VERDE

CANTO DAS JANEIRAS SOLIDÁ...

MENSAGEM DE NATAL 2012

FERRAMENTAS DE VIDA...

NOTÍCIA PUBLICADA NO JORN...

PRESENTES DE VIDA

O TEMPERO DA VIDA

FUNILICES

UM PADRE DE ENERGIA

ppp's arquivados...

Dezembro 2015

Junho 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Dezembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Maio 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

outros ppp's

o seu ppp está perto de...